Liga dos Campeões

O show do “Rei Arturo”

Não teve jeito: Vidal marcou três gols e levou a bola pra casa, de presente (Foto: Reuters)
Antonio Conte tem um ótimo defeito: viver demais o presente.
Vidal estava pendurado e entrou em campo, na Arena, com possibilidade de ficar
de fora do, até então, principal jogo da Juventus na temporada – a decisão da
fase de grupos contra o Galatasaray, na Turquia. Mas o chileno jogou. E jogou
muito. Três gols em uma vitória regeneradora diante do Kobenhavn por 3 a 1, na
última quarta-feira.
A Velha Senhora voltou a atuar com três zagueiros na Liga
dos Campeões. Ainda sem Lichtsteiner, Padoin ocupou a ala direita, com Asamoah
pela esquerda e Cáceres, Bonucci e Chiellini na defesa. A Juventus já
pressionava muito antes de Jacobsen cometer pênalti.
A equipe treinada por Ståle Solbakken dava liberdade a
Pirlo, que controlava a partida do jeito que queria. No entanto, faltava
pontaria aos comandados por Conte. Pogba não conseguia ajudar Asamoah, que
corria uma barbaridade pela esquerda, nem Tévez cooperava com o pivô realizado
por Llorente. A infração (e a mão) boba do lateral-direito dinamarquês, então,
ajudou Vidal a marcar o primeiro gol do jogo.
Como aconteceu no empate em 1 a 1 na Escandinávia, na
segunda rodada da competição, a Juve voltou a sofrer com bolas alçadas em sua
área. Numa delas, Mellberg empatou – há de se considerar jogada faltada do
ex-zagueiro da Juventus no lance que originou o gol de empate.
Os bianconeri aumentaram a velocidade e voltaram a
pressionar o campeão danês. Mesmo sem ter chances claras de gol, Llorente fez uma
excelente partida. Sempre de costas para a baliza, ele bloqueou as tentativas
de desarmes ou rebatidas da zaga adversária para colocar seus companheiros em condições
de fazer Wiland trabalhar. 

Vidal recolocou a Juve na frente do marcador depois
que Mellberg cometeu novo pênalti, pouquíssimo tempo de ele ter feito o seu. Na sequência, o chileno marcou pela primeira
vez três gols com a camisa da Juventus: Pogba cruzou na área e o “Rei Arturo”, como é chamado pela torcida da Juve, cabeceou mansamente para cima, encobrindo Wiland.

Com o resultado obtido em Turim e a vitória do Real Madrid,
a Juventus precisa apenas de um empate contra o Galatasaray, na Telekom Arena, para avançar de fase. A situação já foi
mais complicada.
Ficha técnica
Juventus 3-1 Kobenhavn
Juventus: Buffon; Cáceres, Bonucci e Chiellini; Padoin (69’
Marchisio), Vidal (83’ Ogbonna), Pirlo, Pogba e Asamoah; Tévez (81’ Vucinic) e
Llorente. T: Antonio Conte
Copenhagen: Wiland; Jacobsen, Bengtsson, Mellberg e Sigurdsson;
Bolaños (61’ Kristensen), Claudemir, Delaney (76’ Amankwaa), Jorgensen e
Toutouh (81’ Pourie); Gislason. T: Ståle Solbakken

Gols: Vidal (29’, 61’, 63’); Mellberg (56’) – veja os gols
aqui

Deixe um comentário