Liga Europa

Um pé e quatro dedos

Hamsík foi o heroi do Napoli na partida na Alemanha, que praticamente garante azzurri nas semifinais

A melhor temporada do futebol italiano em nível continental nesta década continua a todo vapor. Depois da vitória da Juventus sobre o Monaco na Liga dos Campeões, mais duas equipes da Bota vão para a partida de volta das quartas de final de uma competição europeia com boa vantagem: o Napoli massacrou o Wolfsburg na Alemanha e está praticamente garantido na próxima etapa da Liga Europa, enquanto a Fiorentina se acontentou de um empate fora de casa contra o Dynamo Kyiv. Acompanhe o resumo das partidas da Europa League.


Wolfsburg 1-4 Napoli
No 55º aniversário do técnico Rafa Benítez, o Napoli quase alcançou um
resultado que não é visto exatamente desde o mesmo ano: uma equipe
italiana não vence na Alemanha com quatro ou mais gols de diferença
desde a Inter em 1960 (derrotou o Hannover por 6 a 1). Por causa de uma pequena desatenção defensiva, os azzurri não chegaram lá. Mas, tabus à parte,  resultado deixa o Napoli com um pé e quatro dedos nas semifinais.

Os Leões não tiveram chance. Em 25 minutos, o time alemão já havia colocado 2
a 0 no placar. Higuaín abriu a contagem aos 15, após ótimo lançamento
longo de Mertens e grande domínio com o braço – que o árbitro não viu.
Depois, o argentino passou em profundidade para Hamsík chutar fora do
alcance de Benaglio. Mesmo com a qualidade nas finalizações, é
necessário enaltecer a precisão das assistências atrás da defesa em
ambos os lances.

Os outros três tentos da partida nasceram de erros individuais.
Guilavogui errou o passe na saída de jogo e permitiu que Callejón
invadisse a área e tocasse para Hamsík marcar o terceiro. Knoche não
acompanhou a movimentação de Gabbiadini e deixou o meia-atacante livre
para, em seu primeiro toque na bola, escorar o cruzamento perfeito de Insigne, já nos minutos finais da
partida – o jogadorainda acertou belo chute de fora da área, no travessão. Pelo Napoli, Britos também vacilou e Bendtner não teve trabalho
para fazer o único gol do Wolfsburg.

A vantagem napolitana conseguida na Alemanha deixa a equipe em ótima
situação, pois só perde a vaga na semifinal da Liga Europa se perder por
um 4 a 0 no San Paolo. Até porque nenhum time conseguiu reverter um 4 a
1 desde que a regra dos gols fora de casa foi implantada. (Murillo Moret)

Dynamo Kyiv 1-1 Fiorentina
Na outra partida envolvendo um time italiano desta quinta, a Fiorentina jogou bem, mas esbarrou em erros próprios na definição das jogadas. Não fosse isso, a viola poderia ter vencido o Dynamo Kyiv, na Ucrânia. O empate, porém, ficou de bom tamanho, e o time do Belpaese entra em campo na partida de volta como favorito a chegar às semifinais da competição.

A Fiorentina vinha em fase negativa: jogou muito mal contra Juventus e Napoli, sofreu seis gols e não marcou nenhum gol nesses jogos. Mas, no Olímpico de Kyiv, a equipe de Vincenzo Montella procurou impor seu jogo desde o início, e foi amplamente melhor no primeiro tempo, com Salah criando boas oportunidades. Na melhor delas, Joaquín – jogando em ritmo abaixo ao da equipe –, chutou em cima do zagueiro Khacheridi. Ainda no primeiro tempo, porém, foram os ucranianos que abriram o placar. Na falta de Yarmolenko, apagado, Lens chutou de fora da área, e o desvio em Tomovic encobriu Neto.

Após o intervalo, a partida ficou um pouco mais igual, embora a Fiorentina ficasse mais tempo com a bola e no campo adversário. Novamente as melhores chances saíram dos pés de Salah, mas um chute seu colocado saiu fraco, para a defesa de Shovkovskiy, e algumas vezes o egípcio errou o último passe. Embora o Dynamo estivesse mais bem fechado, Borja Valero chegou a acertar uma cabeçada na trave. O gol de empate viola saiu apenas no último minuto do jogo. Babacar, que substituíra Gómez, usou sua força física para ganhar no alto da defesa e, na sobra de bola, deu um toque acrobático no contrapé do goleiro ucraniano, que nada pode fazer. No Artemio Franchi, apenas uma derrota ou um empate por dois ou mais gols tira a vaga da Fiorentina.

Deixe um comentário