Serie A

Na volta do Italiano, líderes encaram duros adversários; confira a prévia da 18ª rodada

Estava com saudades? Depois de uma pausa de 14 dias, a Serie A volta a agitar os nossos corações. E não é qualquer agitozinho, não. A 18ª rodada traz seis grandes jogos, cada um com sua particularidade, e nós destacamos três deles na nossa prévia. Confira!

Assista ao Campeonato Italiano no Dazn com 1 mês grátis. Assine.

O jogão

Napoli x Inter

Data e horário: segunda, 6/1, 16h45
Transmissão: DAZN e Bet365

O duelo que fecha a 18ª rodada da Serie A é aquele que destacamos como o seu “prato principal”. Napoli e Inter têm uma rivalidade de mais de 90 anos, que surfou na animosidade entre sul e norte da Itália, e fazem um dos clássicos “extraoficiais” do país. Ao caloroso embate do Dia de Reis somam-se as fases opostas das equipes: os nerazzurri almejam manter a liderança do campeonato, enquanto os napolitanos, comandados pelo ex-milanista Gennaro Gattuso, tentam restabelecer a proximidade com a zona de classificação para a Champions League.

A Inter, contando com oito gols de Lukaku, tem sido uma visitante indigesta: perdeu apenas um dos últimos 13 jogos nessa condição. A última derrota ocorreu justo para o Napoli, adversário que o time milanês não bate no San Paolo, pelo campeonato, desde 1997. Desde então, tivemos nove triunfos partenopei e quatro empates, o que deixa evidente que, mesmo quando não viveu seus momentos mais gloriosos, os azzurri foram uma pedra no sapato dos interistas. Some-se a isso o fato de que, nas seis viagens mais recentes à Campânia, a Beneamata anotou somente dois tentos. O cenário é imprevisível, mas uma coisa é fácil de cravar: o duelo será acirrado.

Prováveis escalações

Napoli: Meret; Di Lorenzo, Manolas, Luperto, Mário Rui; Allan, Ruiz, Zielinski; Callejón, Milik, Insigne.

Inter: Handanovic; Godín, De Vrij, Skriniar; Candreva, Vecino, Brozovic, Sensi, Biraghi; Lukaku, Martínez.

Fique de olho

Dybala é a bola da vez da Juventus (AFP/Getty)

Segunda, 6/1, 11h

Juventus x Cagliari

Havia mais de uma década que a Juventus não enfrentava um Cagliari tão capaz de lhe causar problemas. A última vez que os sardos venceram a Velha Senhora foi em 2009: um 2 a 0 com gols do brasileiro Nenê e de um jovem Matri. No mesmo ano, também com participações decisivas de Matri e de outro tupiniquim – desta vez, Jeda –, os casteddu já haviam feito 3 a 2 em Turim e conseguido seu segundo triunfo como visitantes ante os juventinos em toda a história. Desde então, contudo, a equipe bianconera não teve muitas dificuldades para obter 14 vitórias em 17 jogos.

A escrita amplamente favorável à Velha Senhora, sobretudo nas partidas no Piemonte, ainda ganha um importante elemento recente: em 2019, só Juve, Barcelona e Liverpool não foram derrotados como mandantes nos principais campeonatos europeus. No caso da Juventus, são 29 partidas de invencibilidade no Allianz Stadium, com 24 triunfos. Para tentar atrapalhar os planos dos bianconeri e segurar o ímpeto de Dybala, Ronaldo e Higuaín, o Cagliari projeta um time físico no meio-campo e bastante compacto, visando o contra-ataque com o brasileiro João Pedro e Nainggolan. Radja tem um bom retrospecto contra o time de Turim: marcou dois gols e forneceu uma assistência nos últimos quatro embates com a rival.

Segunda, 6/1, 11h

Atalanta x Parma

O confronto entre duas das sensações da Serie A medirá as forças entre dois estilos bastante distintos, que vão colhendo resultados positivos à sua maneira. De um lado, a Atalanta superofensiva de Gasperini, do outro, o Parma pragmático e reservado de D’Aversa. Criativos em profusão, Gómez e Ilicic encaram os snipers Gervinho e Kulusevski, que só precisam de segundos para levarem seus rivais à ruína.

Os bergamascos, aliás, conhecem bem o futebol de Kulusevski. O sueco amadureceu nas categorias de base dos nerazzurri e estreou profissionalmente pela própria Atalanta, na última temporada. Em pouco menos de um ano, a Dea já conseguiu 44 milhões de euros pelo seu talento, negociado com a Juventus – ele rumará a Turim em junho. O talento do camisa 44 será suficiente para desbancar a soberania orobica? O Parma venceu apenas um dos 11 últimos embates com a Atalanta e vai ao Gewiss Stadium como azarão.

Demais partidas

Domingo, 5/1, 8h30
Brescia x Lazio

Domingo, 5/1, 11h
Spal x Verona

Domingo, 5/1, 14h
Genoa x Sassuolo

Domingo, 5/1, 16h45
Roma x Torino

Segunda, 6/1, 8h30
Bologna x Fiorentina

Segunda, 6/1, 11h
Milan x Sampdoria

Segunda, 6/1, 14h
Lecce x Udinese

Deixe um comentário