Categorias de base

Fique de olho: Simon Kjaer

Em menos de uma semana, a torcida do Palermo se viu sem dois de seus principais jogadores de seu período de ouro: os selecionáveis Zaccardo e Barzagli partiram para o Wolfsburg, após uma temporada irregular pelo time rosanero. Suas liberações fazem parte de um projeto de reformulação de um elenco que decepcionou outra vez na Serie A e que tentará voltar aos holofotes na próxima temporada. Um dos carros-chefe da campanha de reforços é o dinamarquês Simon Kjaer. Mesmo com apenas 19 anos, o zagueiro já é apontado como o herdeiro da posição do antigo capitão Barzagli.
Não é difícil apostar em Kjaer, capitão na seleção dinamarquesa sub-19 e uma das grandes esperanças para a reafirmação do país no cenário continental. O camisa 4 se destacou pelo Midtjylland, vice-campeão nacional a ponto de ser apontado o talento do ano, no último mês de novembro. Mas a torcida dos lobos nem teve tempo para aproveitar sua nova jóia. Kjaer, além de ser a revelação da Superligaen, também fez um torneio acima da média pelo seu time, em Viareggio. O que praticamente carimbou seu passaporte para o futebol que conta.
Ascensão meteóricaSempre destaque nas categorias de base de clubes e soluções, Kjaer estreou pelo Midtjylland em 30 de setembro de 2007, numa partida contra o Aarhus. Já presença constante na base dinamarquesa, despertou o interesse de gigantes do futebol europeu e teve seu nome fortemente ligado ao Liverpool. O ex-atacante Mikkel Beck, agente de Kjaer, soube aproveitar o momento em que Rafa Benítez enviou observadores à Dinamarca: “você percebe o quão especial este garoto é quando o Liverpool o vê e te diz que ele é bom o suficiente para jogar no time principal. Ele é especial como Messi, Rooney, Dos Santos. Lille e Monaco foram os primeiros a mostrar interesse, então o Real Madrid fez uma oferta muito melhor, mas que foi recusada. Ele vale muito mais”.
Sua maturidade e seu ótimo porte físico serviram de trampolim para a seleção sub-19, mesmo com dois anos abaixo da idade-limite do selecionado. Per Andersen, técnico da base nacional, bancou a convocação do então garoto de 17 anos: “Simon, ano passado, foi promovido para a sub-19 um ano mais cedo, mas, apesar de sua baixa idade, se revelou um talento fantástico”. Pela seleção sub-19, já são nove partidas como titular; pela sub-21, Kjaer também já fez sua estréia.
Sucesso na base escandinava, também não demorou a se firmar em seu clube. Durante a intertemporada, em janeiro último, viajou junto da base do Midtjylland para a disputa do tradicional torneio de Viareggio. Confirmou sua condição de estrela do elenco ao ser o melhor nome de uma campanha não muito convincente, na qual os dinamarqueses saíram com apenas uma vitória: contra o Sansovino, na qual o próprio Kjaer marcou seu gol, de pênalti. Sua boa participação num dos principais torneios de categorias de base do mundo avalizou sua contratação pelo Palermo, menos de quinze dias depois do fim do torneio.
Dá para ir bem? O jovem zagueiro tem uma ótima impulsão, mas também é inteligente jogando pelo chão. Apesar da boa estatura, também é ágil e apresenta boa técnica em ambos os pés. Apesar de ter fechado sua contratação há quatro meses, o Palermo pediu para Kjaer fosse liberado apenas em julho, após terminar uma temporada pelo Midtjylland. Com tal ação, o clube italiano pretendeu minimizar os efeitos do baque da transferência e dar mais tempo para que o zagueiro ganhe experiência como titular.
Apesar de ser considerado esperança por grande parte da torcida e da mídia, alguns ainda apontam sua contratação como arriscada. Não pelo ato em si, mas pela expectativa que o cerca. Kjaer, segundo o técnico Stefano Colantuono, realmente chega para assumir a titularidade – deverá ter a seu lado o também jovem Andrea Raggi, da seleção olímpica italiana. O técnico deixou de lado a inexperiência do dinamarquês e, em sua coletiva de apresentação, preferiu destacar sua maturidade. Assim mesmo, a falta de algum nome mais experiente lá atrás pode ser um ponto fraco do time, já que o único defensor acima dos 30 anos no elenco é o mediano Giuseppe Biava e as especulações em torno de um novo zagueiro para o Palermo têm sumido da imprensa.
Apostar num time inexperiente pode ser uma armadilha para o Palermo, que está longe de ter o extracampo mais calmo da Itália. As interferências do presidente Maurizio Zamparini no futebol do clube, seja diretamente ou através de declarações ácidas à imprensa, já derrubaram bons projetos. E, até meados de junho, o Palermo faz uma das melhores campanhas de mercado no país, reforçando seus pontos críticos. Mas para um campeonato habituado a jogadores mais experientes, é provável que uma defesa tão jovem seja observada com desconfiança. Até porque Zamparini estará sempre presente para aterrorizar seus próprios jogadores.Ficha técnica
Nome completo: Simon Kjaer
Data de nascimento: 26/03/1989
Local de nascimento: Forsvar, Dinamarca
Clube atual: Palermo
Clubes que defendeu: Horsens-DIN e Midtjylland-DIN
Seleções de base que defendeu: Dinamarca sub-18, sub-19 e sub-21

Deixe um comentário