Liga dos Campeões

Liga dos Campeões: bombardeio merengue

Foram 22 chutes a gol do Real Madrid. Oito só de Cristiano Ronaldo, melhor da partida.
Para a “sorte” do Milan, apenas dois entraram. (Foto: Getty Images)

Os 80 mil espectadores presentes no Santiago Bernabéu hoje viram jogo de um time só. Os donos da casa, postados em um 4-2-3-1 bem compacto e eficiente, foram os donos da partida o tempo inteiro e praticamente não deixaram o Milan jogar, em um dia muito pouco inspirado de Ronaldinho, Pato e Ibrahimovic. Cristiano Ronaldo e Ozil, por outro lado, fizeram grande partida. e decidiram. Com o triunfo merengue, José Mourinho alcança sua quarta vitória sobre o Milan em seis jogos. Todas as outras foram quando ainda comandava a Inter.

Os donos da casa começaram imprimindo um ritmo alucinante que o Milan em momento algum conseguiu acompanhar. Com apenas 15 minutos de bola rolando, o jogo já estava decidido a favor do Real Madrid: Cristiano Ronaldo marcou de falta, em falha da barreira milanista, e Ozil ampliou, com chute que desviou em Bonera antes de entrar. A grande velocidade dos dois meio-campistas assustou a zaga rossonera, desfalcada de Thiago Silva. Bonera, atrapalhado, não fez boa partida e evidencia o velho problema do time, que não tem um bom zagueiro substituto.

Mas não foi só a superioridade técnica que ficou clara na tarde de hoje. Fisicamente, o Real Madrid se mostrou muito mais preparado também. Bem compactado no meio e com Khedira e Xabi Alonso muito bem no combate, poucas vezes o time de Mourinho perdeu uma disputa com o envelhecido meio milanista, composto por Gattuso, Pirlo e Seedorf. Os rossoneri pecaram também na hora da recomposição da defesa, uma vez que não acompanhavam a velocidade merengue. A pouca entrega dos homens de frente na ajuda à defesa ainda é grande problema para Allegri.

Outro grande problema do técnico é essa dependência dos bons momentos de Ronaldinho e Ibrahimovic. Quando um dos dois não vai bem, o time cai bem de qualidade. Hoje, a situação foi ainda pior. Nenhum deles conseguiu se impor sobre a boa marcação madrilenha e Pato não recebeu bons passes. Pepe e Ricardo Carvalho anularam os dois atacantes sem dificuldades, enquanto Ronaldinho, sem criatividade, ficou preso na intermediária. O gaúcho, aliás, estava sendo observado por Mano Menezes, nas tribunas. O técnico da seleção brasileira não viu uma boa apresentação do atacante, mas deve ter saído satisfeito com o bom rendimento do lateral Marcelo, pelo lado merengue. Sob o comando de Mourinho, o ex-fluminense melhorou muito defensivamente e continua chegando bem ao ataque.

Com a derrota, o Milan deixa o Ajax, que venceu o Auxerre hoje por 2 a 1, encostar na tabela. Ambos têm quatro pontos agora, enquanto o Real dispara na liderança do grupo, com nove. No dia 3 de novembro, Milan e Real voltam a se enfrentar, dessa vez no San Siro. Difícil imaginar que o time de Allegri, mesmo que jogando em casa, consiga superar os espanhóis. A não ser que as coisas mudem muito de figura em três semanas.

Clique aqui para ver o relato e os gols da partida.

Vexame
Na capital italiana, a Roma perdeu a chance de afastar a crise, ao ser derrotada pelo Basel. Em um primeiro tempo bem equilibrado, a equipe suiça não se intimidou e, organizada, chegou bem ao ataque algumas vezes. Os dois gols do Basel saíram pela faixa esquerda do campo, onde Riise não fez boa partida. A ausência de Juan, o melhor contra o Genoa, também foi sentida. Por opção de Ranieri, o zagueiro brasileiro ficou de fora e a defesa gialorossa ficou fragilizada. Saldo no primeiro tempo: Roma 1×2 Basel.

Na volta para a segunda etapa, a equipe romanista finalmente começou a se impor e agredir o adversário. Durante 20 minutos, Taddei, Totti e Borriello deram trabalho à defesa suiça, que conseguiu se segurar. Depois, o ritmo diminuiu e as coisas ficaram mais fáceis para o Basel, que teve Yapi como melhor jogador. As investidas ofensivas da Roma não passavam de bolas alçadas à área, sempre sem sucesso. Aos 48′, Cabral fez bela jogada individual e matou o jogo: 3 a 1. O resultado complica a vida romanista na Liga dos Campeões. A equipe de Ranieri ocupa a última colocação, com os mesmos três pontos de Cluj e Basel. O Bayern disparou na liderança e soma nove, agora.

Clique aqui para ver o relato e os gols da partida.

3 comentários

  • Só corrigindo: No dia 3 de outubro,(de novembro?) Milan e Real voltam a se enfrentar.

    FOMOS MASSACRADOS!
    No Real, só Higuain jogou mal. Di Maria, certamente sai do time, quando Kaká voltar. Aí Ozil ou Kaká no lado direito,no 4-2-3-1 do Mourinho.Real Madrid, jogou d+!A cara de Mourinho.
    Marcelo tá jogando demais. Após Roberto Carlos, finalmente temos um lateral esquerdo pra seleção, que em breve, será completo. Tá jogando d+.

    O Milan não foi bem postado hoje. O 4-3-1-2 travou as jogadas pelos lados. Ficou todo mundo perdido, principalmente Ronaldinho, Pato e Ibra.Melhor mesmo voltar ao 4-2-1-3de Leonardo. Veremos quanto tempo, Allegri vai demorar pra isso.

  • Ótima análise de jogo. Realmente se o Milan continuar dependendo desse meio campo idoso não vão chegar muito longe. Ronaldinho pra variar um pouco jogando mal e não superando defesas adversárias como fazia no seu auge (2005). Bem feito pro Milan, a comunidade nerazzuri agradece 🙂

    Thiago Pereira

Deixe um comentário