Serie A

13ª rodada: Dia de magia

No final de semana marcado pela sétima estreia de Harry Potter, Ménez
e Ibrahimovic abusaram da magia (AP Photo)

Foram três gols no sábado, pela abertura da Serie A. Dois destes, verdadeiras pérolas que saíram dos pés de Ménez e Ibrahimovic. Gols importantes para manter o Milan na liderança e empurrar a Roma, pela primeira vez na temporada, à zona de classificação para a Liga dos Campeões.

Roma 2-0 Udinese
Continua a escalada da Roma. Com a vitória de ontem, os giallorossi chegaram a sete jogos de invencibilidade e à terceira posição temporária na tabela. Nada mal para um time que há um mês estava em plena crise e cogitava demitir Claudio Ranieri. Contra a Udinese, o treinador romano poupou Vucinic, Pizarro e Mexès para o confronto com o Bayern de Munique, pela Liga dos Campeões. Sem opções no meio-campo, manteve a confiança em Greco, que esteve na lista de dispensa do início da temporada, mas ficou e tem se afirmado como ótima opção. No primeiro tempo, as emoções vieram com poucos chutes a gol e com um gol fantástico de Ménez, que passou por dois adversários antes de marcar.

Depois do intervalo, o gol de Borriello pareceu matar o jogo, o que fez Francesco Guidolin lançar Sánchez e Denis em campo. O chileno acertou a trave e o argentino teve um gol injustamente anulado nos acréscimos. No lado romanista, as substituições serviram para que o estádio pudesse ovacionar o autor dos dois gols e dar uma enésima chance a Júlio Baptista e marcar o retorno de Adriano aos gramados, após dois meses. A festa da Roma só não foi maior por causa da expulsão de Burdisso, posto para fora após discutir com Domizzi.

Milan 1-0 Fiorentina

Tradicional palco para desilusões da Fiorentina, o time viola não decepcionou no primeiro terço de jogo: jogou um bom futebol, tentou sufocar o Milan dentro da casa rival, agiu bem pelas laterais e impediu que Robinho e Ibrahimovic pudesse ter a bola. A melhor chance até poucos minutos antes do intervalo foi da Fiorentina, com Ljajic. Até que Ibrahimovic resolvesse que era tempo de aparecer, aos 44 minutos. O sueco recebeu na área um cruzamento ruim, ajeitou a bola de costas para o gol e anotou uma acrobática bicicleta para deixar Boruc perplexo.

No segundo tempo, a linha verde de rejuvenescimento da Fiorentina manteve espaço com a estreia do zagueiro Camporese, 18 anos. O Milan passou a dominar o jogo e não deu tanto espaço para os viola, que só voltaram a causar problemas com Ljajic, que aos 38 minutos perdeu uma ótima chance de bater Abbiati, o melhor em campo. Apear da queda no segundo tempo, será uma semana para Florença chorar mágoas: Sinisa Mihajlovic reclamou bastante da expulsão de Kroldrup e do pênalti não marcado de Zambrotta sobre Cerci.

Para resultados, escalações, classificação e estatísticas da 13ª rodada, clique aqui.

Para relembrar a 12ª rodada, clique aqui.

Deixe um comentário