Outros torneios

O futuro em jogo na Lega Pro

A torcida do Taranto espera, ansiosa, a chance de jogar os play-offs (Mondo Rossoblù)

Os campeonatos da Lega Pro estão em sua fase decisiva. Em menos de dois meses, conheceremos as cinco equipes promovidas (duas para a Serie B e três para a Prima Divisione) e os 20 clubes que disputarão acessos nos play-offs. Além disso, saberemos também quais os times que tentarão manter suas categorias nos play-outs e as cinco cidades que, na próxima temporada, verão seus representantes em categorias ainda mais baixas.

As certezas, por enquanto, resumem-se aos dois prováveis campeões da Prima Divisione, Gubbio e Nocerina, a algumas equipes que aparecem destacadas nas áreas de disputa do acesso – como Sorrento, Benevento, Atletico Roma e Pro Vercelli – e ao triste destino do Catanzaro, falido no começo do ano. Projetos ricos para o patamar da Lega Pro, como o de Hellas Verona, Cremonese, Spezia e Taranto, e campanhas surpreendentes, como as de Como, Bassano Virtus, Renate, Avellino e Milazzo, ainda estão longe de seus juízos definitivos, e garantem emoção até o final do torneio.

As incertezas se estendem, também, para as situações societárias dos clubes. Nas últimas semanas, a Comissão Disciplinar notificou mais de uma dezena de agremiações, por motivos diversos. Algumas delas são reincidentes, e podem ter problemas para a inscrição ou manutenção no próximo campeonato.

Prima Divisione – após 28 rodadas

Grupo A
Gubbio e Sorrento alternam bons e maus resultados, fazendo com que a diferença entre eles se mantenha na casa de oito a dez pontos, sempre a favor da equipe umbra. A Salernitana ultrapassou o Alesandria na zona de play-offs e o Hellas Verona, finalmente, alcançou o grupo dos melhores. A posição da equipe vêneta, porém, é vigiada de perto por muitos concorrentes: Lumezzane e Bassano Virtus, os mais perigosos, Reggiana e Ravenna, os mais instáveis, e o renovado Como, o mais surpreendente. Na parte de baixo, o Pavia “lidera” os play-outs e a Paganese deixou o Monza para trás.

Promoção direta: Gubbio (57 pontos)

Play-offs: Sorrento (49), Salernitana (44), Alessandria (43) e Hellas Verona (39)

Play-outs: Pavia (31), Sudtirol (29), Pergocrema (28) e Paganese (22)

Rebaixamento direto: Monza (21)

Penalizados pela CND: Gubbio (-1), Alessandria (-1), Como (-1), Lumezzane (-1), Spal (-1), Pergocrema (-1), Spezia (-2) e Salernitana (-4)

Grupo B
Após 21 rodadas, a Nocerina voltou a perder: seu algoz foi o Taranto, que, com os três pontos, garantiu-se por mais uma rodada nos play-offs. Apesar do revés, o time de Nocera Inferiore ainda conserva dez pontos de vantagem em relação ao Benevento e está a quatro vitórias da Serie B. O Foggia, de Zeman, que tem um jogo a menos, prepara o assalto à quinta posição. Na parte de baixo, o Gela entrou na área de play-outs e o Andria também voltou ao grupo dos piores. Poucas esperanças para a Cavese que, mesmo com um jogo por recuperar, não demonstra ter recursos para evitar a queda.

Promoção direta: Nocerina (62 pontos)

Play-offs: Benevento (52), Atletico Roma (46), Juve Stabia (45) e Taranto (45)

Play-outs: Gela (29), Andria (28), Foligno (27) e Viareggio (27)

Rebaixamento direto: Cavese (21)

Cavese, Barletta, Siracusa e Foggia têm um jogo a menos

Penalizados pela CND: Foggia (-2), Foligno (-2), Ternana (-2), Cosenza (-3) e Cavese (-6)

Seconda Divisione

Grupo A – após 28 rodadas
O Tritium desponta como favorito ao título após abrir quatro pontos de vantagem para a Pro Patria, e cinco em relação à Pro Vercelli. O FeralpiSalo’ se mantém firme nos play-offs, onde o Renate roubou a posição do Lecco. O Savona ainda sonha com um lugar entre os melhores. Na parte de baixo, boa reação da Sanremese, que agora tem condições de lutar pela permanência nos play-outs. A lanterna está nas mãos do Mezzocorona.

Promoção direta: Tritium (49 pontos)

Play-offs: Pro Patria (45), Pro Vercelli (44), FeralpiSalo’ (43) e Renate (41)

Play-out: Sacilese (21) e Sanremese (20)

Rebaixamento direto: Mezzocorona (17)

Penalizados pela CND: Virtus Entella (-1), Valenzana (-1), Tritium (-2), FeralpiSalo’ (-2), Rodengo Saiano (-2), Savona (-4), Pro Patria (-4) e Canavese (-8)

Grupo B – após 24 rodadas
O Carpi mantém cinco pontos de vantagem para a Carrarese e está próximo do acesso. Nos play-offs, tudo em aberto: Chieti, Giaomense e San Marino são ameaçados pelo L’Aquila. Na parte de baixo, discreta reação da Villaidrese, que voltou a vencer após muito tempo.

Promoção direta: Carpi (54 pontos)

Play-offs: Carrarese (49), Chieti (37), Giacomense (36) e San Marino (36)

Rebaixamento direto: Villacidrese (12)

Penalizados pela CND: Giulianova (-4), Fano (-4), Sangiovannese (-10) e Villacidrese (-12)

Grupo C – após 24 rodadas
Latina e Trapani disputam a liderança ponto a ponto, com o segundo colocado em melhor momento. O Milazzo, aos poucos, se garante nos play-offs, onde Aversa Normanna e Sangiuseppese enfrentam o assédio de Avellino e Pomezia. Enquanto espera para saber o que será feito de seu título esportivo, o falido Catanzaro conquistou sua segunda (e, a essa altura, inútil) vitória.

Promoção direta: Latina (49 pontos)

Play-offs: Trapani (48), Milazzo (44), Aversa Normanna (41) e Sangiuseppese (41)

Rebaixamento direto: Catanzaro (4)

Penalizados pela CND: Trapani (-1), Vibonese (-1), Brindisi (-2), Campobasso (-2), Melfi (-3) e Catanzaro (-5)

Coppa Italia Lega Pro

Pela primeira vez em suas histórias, Juve Stabia (Prima Divisione) e Carpi (Seconda) decidirão a Coppa Italia Lega Pro. A equipe de Stabia de Castellamare eliminou o Pisa, campeão da edição 1999-00, com uma vitória interna por 2 a 0 e um empate externo por 1 a 1. Já o Carpi conseguiu a vaga diante da Nocerina, numa disputa emocionante: após a derrota em sua casa, por 1 a 0, a equipe emiliana reverteu o placar em Nocera Inferiore, vencendo por 2 a 1.

1 comentário

Deixe um comentário