Serie A

A volta da tradição?

Pellè comemora sua segunda doppietta consecutiva. Sampdoria tem chance de voltar à elite (sampdoria.it)

Colaboração de Thiéres Rabelo
Duas das camisas mais pesadas desta Serie Bwin deram grandes passos rumo a seus objetivos na competição. O Hellas Verona venceu e viu Torino e Sassuolo perderem, o que reacende, inclusive, suas chances de título. Já a Sampdoria fez a sua parte e contou com tropeços de três equipes à sua frente para subir uma posição e ficar a um ponto da zona de play-offs. Na briga contra o rebaixamento, os quatro últimos colocados foram derrotados e se afundaram ainda mais. 
A rodada
Começando pela parte de baixo da tabela, os quatro últimos colocados perderam e se complicaram ainda mais. Houve dois confrontos diretos: no primeiro deles, o Livorno foi até Gubbio para bater o clube local por 2 a 1, com um gol aos 49 minutos do segundo tempo, e, no segundo, o Vicenza foi até Bérgamo para vencer a lanterna AlbinoLeffe. O Livorno chega aos 38 pontos, passando a Cittadella, abrindo seis pontos da zona de play-outs para a Lega Pro Prima Divisione. 
O Empoli derrotou, por 1 a 0, o líder Torino em seus domínios e se manteve na 17ª colocação, fora da zona perigosa, com 34 pontos. O Crotone também venceu, de forma maiúscula, o Padova, fora de casa, por 2 a 1. Hoje, cairíam diretamente AlbinoLeffe (25), Nocerina (25) e Gubbio (27), enquanto Ascoli (29) e Vicenza (32) duelariam no pay-off. Na próxima rodada, dois confrontos diretos, com a Nocerina recebendo o Empoli e a Ascoli recebe a AlbinoLeffe. 
Já na parte de cima, a briga ficou muito boa. O Torino, que depois do 6 a 0 sobre o Gubbio na semana passada abriu quatro pontos do vice-líder Sassuolo, vacilou e só nãoteve mais a lemnetar porque Sassuolo e Pescara também tropeçaram. A equipe neroverde apenas empatou com o Grossetto fora de casa, por 2 a 2, com gol no último minuto da equipe da Toscana. O Torino fica com 66 pontos, enquanto o Sassuolo subiu para 63.
O Pescara, que estava de luto pela morte de seu preparador de goleiros, Francesco Mancini (ex-goleiro, titular da histórica equipe do Foggia da década de 90, também treinada por Zdenek Zeman), começou a rodada em terceiro lugar com 62 pontos, mas perdeu para o Bari, de virada, por 2 a 1. Com o resultado, acabou ultrapassado pelo Hellas Verona. Os gialloblù, após perderem para a então lanterna Nocerina na última rodada,  não deram chance à Cittadella, chegando a abrir 3 a 0 durante o jogo, vencido por 3 a 2. Agora, os veroneses está na briga para a ascenção de forma direta para a Serie A, competição em que não coloca os pés desde 2002.

Além do Verona, o único time do pelotão de cima que se deu bem foi a Sampdoria. Com as derrotas do Padova (53) e da Varese (52) no sábado, os blucerchiati tiveram sua vitória de 2 a 0 sobre a Nocerina, com dois gols de Graziano Pellè, ainda mais valorizada. Agora, os genoveses têm 51 pontos e ocupam a sétima colocação, logo abaixo da zona de play-offs. Na segunda-feira, os comandados de Iachini receberam outra mãozinha: ganhando fora de casa até os 45 minutos do segundo tempo, o Brescia cedeu empate para a Reggina e não conseguiu recuperar a sétima colocação. Antes praticamente condenada a permanecer mais uma temporada na segundona, a Sampdoria já vê uma luz no fim do túnel.

2 comentários

  • De vez em quando é bom que equipes medianas que outrora já foram grandes, exemplos como Sampdoria e Torino, sejam rebaixados para abrirem suas mentes em termos de planejamento e possam consertar o que há de errado. Lembrando que isso só é realmente válido se não voltarem a insistir nos mesmos erros e assim dá inicio a um processo "gangorra" ou seja subindo e descendo sempre de divisão. Adoro a Samp e o Toro e torço muito pelo seu sucesso.

Deixe um comentário