Liga dos Campeões

Primeiro passo, com a sorte ao lado

As bolinhas foram favoráveis às equipes italianas no sorteio desta quinta (AP Photo)

O sorteio dos grupos da Liga dos Campeões foi generoso com os clubes italianos. Milan e Juventus, por diferentes motivos, poderiam temer confrontos complicados de cara, mas não foi bem isso que aconteceu. As duas únicas equipes do Belpaese na competição – lembrando que a Udinese foi eliminada na terceira fase preliminar – tem grandes chances de se classificarem para as oitavas de final. Neste texto, vamos falar brevemente sobre cada um dos adversários dos italianos nos grupos.

Um dos cabeças-de-chave no sorteio, o enfraquecido Milan torcia para não encontrar, por exemplo, Manchester City, Paris Saint-Germain e Borussia Dortmund, respectivamente nos potes 2, 3 e 4, o que poderia “invalidar” a posição dos rossoneri no sorteio. No entanto, os adversários que a equipe enfrentará no Grupo C são acessíveis, tal qual na Champions 2006-07, quando o Diavolo entrava cheio de dúvidas por causa do envolvimento no Calciocaos. Desta vez, os adversários são Zenit (Rússia), Anderlecht (Bélgica) e Málaga (Espanha). O Milan é a principal força do grupo e estreia em casa, no dia 18, contra o Anderlecht, adversário mais tranquilo da chave.

A equipe russa, treinada pelo italiano Luciano Spalletti, de boas passagens por Udinese e Roma, foi campeã nacional e é a maior ameaça ao Milan, por ser a equipe mais qualificada tecnicamente da chave. Também será um obstáculo importante a longa viagem até a fria São Petesburgo. O Anderlecht, campeão belga, estava no grupo do rossonero em 2006-07 e, depois de sofrer para se classificar ante o AEL Limassol, do Chipre, não deve ser adversário complicado. Já o Málaga, quarto colocado da Liga espanhola, tem bons valores e passou bem pelo Panathinaikos na fase preliminar, mas não conta mais com grandes investimentos do xeque Abdullah Al Thani. Seu desempenho deve ser a maior incógnita do grupo.

A Juventus, campeã italiana, teve mal desempenho nas suas últimas participações em competições continentais e ficou um ano ausente do palco europeu. Assim, seu coeficiente era suficiente apenas para que a equipe ficasse no pote 3. Apesar de as chances de a Velha Senhora ter um grupo difícil serem altas, os adversários no grupo E são acessíveis. O principal concorrente pela primeira vaga no grupo é o campeão Chelsea, que se reforçou muito, com as chegadas de nomes como Hazard e Oscar. É a grande força do grupo, e se a Juventus se classificar em segundo no grupo, não será surpresa. Na última participação da Juve em mata-mata da LC, em 2008-09, foi justamente contra o Chelsea que a equipe caiu, nas oitavas de final. É justamente contra os Blues que a Juve estreia, no dia 19 de setembro, em Londres.

O Shakhtar Donetsk, recheado de brasileiros, é a terceira força do grupo e vem de boas campanhas na LC. O bom futebol de jogadores como Willian, Fernandinho, Douglas Costa, Srna, Mkhitaryan e a maior experiência na competição em relação a esta Juve, poderão fazer com que os italianos tenham vida dura. Já o Nordsjaelland, campeão dinamarquês pela primeira vez na última temporada, é o azarão do grupo e dificilmente consegue vaga até mesmo para a Liga Europa. Curiosidade: na equipe, joga Andreas Laudrup, filho de Michael Laudrup, que jogou quatro anos na Juventus, entre 1985 e 1989. Mais nostalgia do que dificuldades.

Confira abaixo todos os grupos da Liga dos Campeões 2012-13 e, aqui, as datas dos jogos das equipes italianas.

Grupo A
Porto
Dynamo Kiev
PSG
Dinamo Zagreb

Grupo B
Arsenal
Schalke 04
Olympiacos
Montpellier

Grupo C
Milan
Zenit
Anderlecht
Málaga

Grupo D
Real Madrid
Manchester City
Ajax
Borussia Dortmund

Grupo E
Chelsea
Shakhtar Donetsk
Juventus
Nordsjaelland

Grupo F
Bayern Munique
Valencia
Lille
BATE Borisov

Grupo G
Barcelona
Benfica
Spartak Moscou
Celtic

Grupo H
Manchester United
Braga
Galatasaray
Cluj

Na Liga Europa…
O sorteio da segunda maior competição continental europeia, que aconteceu nessa sexta, teve sabor doce para Inter e Napoli, agridoce para a Lazio e amaríssimo para a Udinese. Enquanto as primeiras terão grupos tranquilos, a equipe biancoceleste de Roma jogará chave equilibrada. Já os friulanos deram muito azar e, após terem sido eliminados pelo Braga nos play-offs da Liga dos campeões, caíram no grupo mais difícil da competição.

No Grupo A, a Udinese precisará jogar muito bem para se classificar. O Liverpool, é bem verdade, vem dando vexame em competições europeias e na Premier League, mas tem muita tradição e bons jogadores. É a grande força do grupo, seguido pelo rico Anzhi, de Samuel Eto’o. Fechando a chave, o Young Boys, da Suíça, é uma equipe organizada e, apesar de ser o azarão do grupo, não deve ser menosprezada.

Logo depois, no Grupo F, aparece o Napoli, que terá como adversários o PSV, da Holanda, o Dnipro, da Ucrânia, e o AIK, da Suécia.A briga é, claramente, com a equipe holandesa pelo primeiro lugar, com leve favoritismo para os azzurri. Contra ucranianos e suecos, deve pesar  longa viagem e o fato de duas partidas acontecerem em lugares frios, onde o risco de lesões musculares é grande.

A Inter, após dois sustos nas fases preliminares, deu sorte de novo. Cabeça-de-chave do grupo H, a equipe de Milão continuará sua campanha europeia contra equipes de menor escalão e, novamente, terá adversárias do Leste Europeu. Os nerazzurri já passaram por Croácia e Romênia e, desta vez, viajarão para a Sérvia, onde enfrentarão o Partizan e, mais longe ainda, enfrentarão o Rubin Kazan, na Rússia, e o Neftchi Baku, no Azerbaijão. Vale o discurso feito para o Napoli: as viagens longas para locais frios serão obstáculos consideráveis. Melhor não dar sopa para o azar, sobretudo contra o Rubin Kazan, segunda força do grupo.

Já a Lazio está no grupo J, ao lado de Tottenham, da Inglaterra, Panathinaikos, da Grécia, e Maribor, da Eslovênia. O favoritismo é inglês, embora os Spurs não tenham levado a competição a sério nas últimas vezes que a disputou, como, por exemplo, na última temporada. Só que a Lazio tem a mesma postura e, desta vez, se quiser seguir em frente, terá de dar importância à Europa League. Por isso, o Panathinaikos, em meio à crise grega tem chances de incomodar. O mesmo vale para o Maribor, tecnicamente inferior.

Confira os grupos:

Grupo A
Liverpool
Udinese
Young Boys
Anzhi

Grupo B
Atlético de Madrid
Hapoel Tel-Aviv
Viktoria Plzen
Acadêmica

Grupo C

Olympique de Marseille
Fenerbahçe
Borussia Mönchengladbach
AEL

Grupo D
Bordeaux
Club Brugge
Newcastle
Marítimo

Grupo E
Stuttgart
Kobenhavn
Steaua Bucareste
Molde

Grupo F
PSV
Napoli
Dnipro
AIK

Grupo G

Sporting
Basel
Genk
Videoton

Grupo H
Inter
Rubin Kazan
Partizan
Neftchi Baku

Grupo I
Lyon
Athletic Bilbao
Sparta Praga
Hapoel Kiryat Shmona

Grupo J
Tottenham
Panathinaikos
Lazio
Maribor

Grupo K
Bayer Leverkusen
Metalist Kharkiv
Rosenborg
Rapid Viena

Grupo L
Twente
Hannover
Levante
Helsingborg

Deixe um comentário