Liga das Nações Seleção italiana

Finalmente: Itália joga bem, vence Polônia e segue viva na Nations League

O domingo era de vida ou morte para a Itália – e também para a Polônia. Afinal, a seleção que saísse derrotada da partida em Chorzów acabaria rebaixada para a Liga B da Uefa Nations League. Um simples empate garantiria Portugal, que repousava na rodada, no Final Four da competição. A Nazionale, porém, entrou com determinação para evitar uma definição precoce do Grupo 3 e conseguiu seu objetivo. A vitória por 1 a 0 sobre os alvirrubros manteve os italianos vivos.

A Itália mostrou que estava ligada desde o minuto inicial. Logo no primeiro lance do jogo, Jorginho arriscou de fora da área e acertou o travessão de Szczesny. A pressão azzurra foi intensa e o time foi para o intervalo com 66% de posse de bola e nove finalizações, contra apenas uma dos poloneses. Entre as melhores chances criadas pela Nazionale, destacam-se o carrinho de Insigne, que explodiu no travessão, além do chute cruzado de Jorginho e de uma cabeçada de Chiellini, ambas defendidas com dificuldade pelo goleiro polonês.

A seleção visitante manteve o ritmo alto, sempre buscando o gol, mas mostrou a mesma incompetência nas finalizações que diante da Ucrânia, na quarta. Bernardeschi errou praticamente tudo o que tentou, ficando diversas vezes em impedimento e chutando torto. Só na etapa inicial, o juventino errou uma finalização a partir da meia-lua e, na marca do pênalti, também cabeceou para fora. A Itália melhorou quando o ponta saiu e deu lugar a Lasagna, estreante da noite – Immobile, que ficou irritado pela exclusão do onze inicial, foi punido por Mancini e apenas esquentou o banco.

Embora a Itália pressionasse e elaborasse até algumas boas linhas de passe – como a que acabou no gol bem anulado de Chiesa, por impedimento de Insigne –, a defesa entrou em “tilt” algumas vezes. Em duas dessas oportunidades, Donnarumma foi reativo em finalizações de Grosicki. Num dos rebotes, Milik perdeu a chance de se consagrar.

Quando o jogo já se encaminhava para o apito final, a Itália finalmente conseguiu balançar as redes. Piccini arrumou escanteio, que Insigne cobrou no primeiro pau. Lasagna desviou e Biraghi apareceu na trave oposta, para desviar de carrinho. O gol, importantíssimo, foi dedicado a Astori, seu ex-colega de Fiorentina. Foi o primeiro tento marcado pelos italianos em Chorzów e valeu à Nazionale a primeira vitória em três partidas na cidade polonesa.

Com o resultado, a Itália voltou a vencer como visitante, após quatro compromissos. Além disso, voltou a manter sua meta intacta depois de ter sido vazada em oito jogos seguidos. O mais importante de tudo isso, no entanto, é que o time de Mancini se garantiu na Liga A para a próxima edição da Nations League. A Nazionale jogará contra Portugal na próxima rodada, em San Siro, e, se vencer, garante a vaga nas semifinais se a Polônia tirar pontos dos tugas na última partida da chave.

Polônia 0-1 Itália

Itália: Donnarumma; Florenzi (Piccini), Bonucci, Chiellini, Biraghi; Barella, Jorginho, Verratti; Bernardeschi (Lasagna), Insigne, Chiesa. Técnico: Roberto Mancini.
Polônia: Szczesny; Bereszynski, Glik, Bednarek, Reca (Jedrsejczyk); Szymanski (Blaszczykowski), Goralski, Linetty (Grosicki); Zielinski; Lewandowski, Milik. Técnico: Jerzy Brzeczek.
Local: Slaski Stadion, em Chorzów
Árbitro: Damir Skomina (Eslováquia)
Gol: Biraghi (92)

1 comentário

Deixe um comentário